sexta-feira, 30 de outubro de 2015

UM AMIGO E IRMÃO
Tive a honra de ter sido convidado a estar no dia 21 de Maio de 2015, na presença da familia, numa Homenagem ao amigo Dr. Carlos Pereira Correia, que havia falecido repentinamente no dia 28.03.2014, organizada pela Associação Mulher Migrante na Universidade Aberta no Palácio Ceia, rua da Escola Politécnica 147, em Lisboa durante um Colóquio intitulado "Migrações e Género. Novas Perspectivas de Intervenção" e no qual foi também apresentada uma publicação "40 anos de migrações em Liberdade".
É difícil explicar como uma amizade se torna eterna e incondicional. Durante nossa vida conhecemos muitas pessoas e cruzamos-nos com elas em diversas situações, mas só algumas permanecem por muito tempo. Há amigos que surgem de forma inexplicável e se tornam especiais sem estarmos contando com isso. São aqueles que têm uma personalidade genuína, um bom coração e que lutam todos os dias para ver um sorriso no nosso rosto e principalmente sempre disponiveis a ajudar o proximo.

Assim éra o meu amigo Carlos um humanista que nunca baixava os braços, nem que tivesse de trabalhar 24 horas, para ajudar as nossas Comunidades Portuguesas, um superior ou um amigo.
Funcionava sempre de forma discreta e aberto ao diálogo. Em privado adorava conviver com os amigos e ali sim relaxava e criava um ambiente inesquécivél de muito bom humor e alegria.
Nas minhas funçóes desde os anos 80 em prol das Comunidades Portuguesas na Alemanha e depois na Suíça sempre pude contar com o seu apoio em momentos difiçéis que nunca esquecerei.
Para mim será sempre como um irmão que nunca tive. Obrigado por tudo Carlos e descansa em Paz.

António Francisco Dias da Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário