quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Ortelinda Barroes Resumo da comunicação


Centro de Estudos da População Economia e Sociedade – CEPESE



 

Resumo

 

É comum afirmar-se que os emigrantes portugueses são “bons trabalhadores” inserindo-se nos índices de produtividade europeus. Também se afirma que os portugueses não são empreendedores. Constatamos, porém, múltiplas iniciativas de inclusão socio-laboral dos emigrantes portugueses nos diversos continentes.

O presente estudo refere-se especificamente ao Empreendedorismo Feminino Português em Andorra e insere-se no Projeto de Investigação intitulado “Empreendedorismo Emigrante português em Andorra, Londres, Nice e Mónaco” em que a instituição proponente é o Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade – CEPESE e que está a ser financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (F.C.T.).  Os principais objetivos do estudo que aqui se apresenta são: caracterizar a sociedade onde as mulheres estão a trabalhar; aferir estratégias da sua inclusão social; contribuir para um melhor conhecimento do empreendedorismo feminino fora do país de origem.

Diante das atuais mudanças no mundo do trabalho, num cenário dominado pelo desemprego e precarização, inúmeras trabalhadoras foram excluídas do círculo produtivo nos seus países de origem. Este nosso estudo apresenta formas e dinâmicas da integração económica, política e social das mulheres emigrantes portuguesas em Andorra, cuja ação inovadora importa a Portugal, países de acolhimento e comunidade científica. Foi usado um enfoque quantitativo, utilizando para o efeito, um inquérito por questionário para a caracterização sociodemográfica das mulheres e das empresas, usando uma amostra por conveniência de 51 empreendedores recolhida no primeiro semestre de 2013. No que diz respeito às empresas, utilizou-se como base um conjunto de duzentas empresas com titulares de nacionalidade portuguesa de acordo com o Registo de Atividades Comerciais do Governo de Andorra (2009).

 

Palavras-Chave: Mulheres; Empreendedorismo; Inclusão Laboral; Andorra.

Sem comentários:

Enviar um comentário